VISCO, DO BCE, DIZ QUE é PRECISO CAUTELA NO APERTO DA POLíTICA MONETáRIA

Por Valentina Za e Andrea Mandala

MILÃO (Reuters) – O Banco Central Europeu (BCE) pode adotar uma abordagem cautelosa para aumentar as taxas de juros, uma vez que as expectativas de inflação de curto prazo caíram acentuadamente e as de longo prazo permanecem sob controle, disse neste sábado uma importante autoridade italiana.

O membro do Conselho do BCE Ignazio Visco, que também é presidente do Banco da Itália, o banco central italiano, alertou que um aperto excessivo da política monetária teria “sérias implicações” para a atividade econômica e a estabilidade financeira.

Ele reiterou que vê isso como um risco que carrega o mesmo peso que um aperto muito gradual quando se trata de equilibrar as decisões sobre a taxa de juros.

Nesta semana, o BCE elevou sua taxa básica de juros em 50 pontos-base, para 2,5%, e disse que repetiria o movimento em março.

“O aperto da política agora pode continuar com a devida cautela, avaliando cuidadosamente as implicações para a economia e as perspectivas de inflação das medidas que já foram adotadas”, disse Visco em uma conferência anual italiana dos mercados financeiros.

O BCE manteve suas opções em aberto sobre as etapas subsequentes após março, levantando dúvidas entre os investidores sobre a extensão de novos aumentos.

Investidores e economistas têm focado no pico da taxa entre 3,25% e 3,5%, o que sugere apenas um ou dois movimentos após a alta de março e um fim em meados do ano.

Políticos na Itália expressaram preocupação com o impacto do aumento das taxas de juros devido às enormes dívidas do país.

O post Visco, do BCE, diz que é preciso cautela no aperto da política monetária apareceu primeiro em ISTOÉ Independente.

2023-02-04T16:23:01Z dg43tfdfdgfd